Ceratocone

Ceratocone

O que é CERATOCONE?

A Córnea é a estrutura transparente mais externa dos olhos, responsável pelo foco da imagem juntamente com o cristalino.  O afinamento e aumento na curvatura da córnea caracterizam o ceratocone com consequente progressão da Miopia e do Astigmatismo.

Ceratocone-e-normal

 

Causas:

O ceratocone costuma aparecer na adolescência e progredir até os 30 anos de idade. Tem origem hereditária e está associado a algumas patologias como Síndrome de Down e Síndrome de Marfan. É comum estar ligado a alergias e progredir com a coceira dos olhos.

Sintomas:

No início da doença é comum sentir desconforto visual, dor de cabeça e fotofobia. O formato de cone da córnea ocasiona o aparecimento de miopia, elevado grau de astigmatismo irregular e acentuada baixa da acuidade visual, levando a frequente troca das lentes dos óculos.

Tratamento:

A irregularidade na visão pode ser corrigida através de óculos, lentes de contato, implante de anel intracorneano, Crosslink e transplante de córnea. Em casos mais avançados a correção visual com óculos já não resolve e as lentes de contato passam a ser opção. Entretanto, as lentes podem ter difícil ou às vezes impossível adaptação. A partir desta situação, alguns tratamentos podem ser indicados.

Anel de Ferrara:

anel

O anel corrige a irregularidade da curvatura corneana através do fortalecimento da córnea, melhorando o conforto e a sua irregularidade. A cirurgia é realizada sob anestesia local e não apresenta rejeição. Um LASER de Femtosegundo é utilizado para formar um canal de profundidade e localização precisos, onde são inseridos o segmento do anel. Procedimento rápido e indolor, permite recuperação e retorno às atividades em curto prazo. A reabilitação visual ocorre a partir do terceiro mês. O implante recupera pacientes ainda nas fases iniciais, adiando ou eliminando a necessidade do transplante de córnea.

Crosslink:

O crosslink é um tratamento cirúrgico desenvolvido com a finalidade de endurecer a córnea, melhorando sua estabilidade. A técnica consiste na aplicação de um colírio a base de Riboflavina (vitamina B6), que é ativada por meio de um feixe especial de luz ultravioleta, determinando a contração e união das fibras de colágeno. O resultado leva ao aumento da resistência estrutural da córnea, minimizando a progressão do ceratocone e muitas vezes retardando ou evitando um futuro transplante de córnea. Os maiores beneficiados são pacientes que apresentam estágios leves e moderados da doença.

Transplante de Córnea:

ctani

Em casos de curvatura avançada onde a visão não é corrigida com lentes de contato e não há indicação de anéis ou crosslink, indica-se o transplante de córnea. Os resultados são excelentes, com uma taxa de sucesso superior a 97%. Depois de 6 meses após a cirurgia os pacientes podem realizar LASIK ou PRK em seus transplantes para se tornarem menos dependentes de óculos ou lentes de contato.
spy on sms
natural breast enhancement pills
college essay writing service